segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

A necessidade


Clique e leia a imagem. Extraído da Biblia - Desafio do Homem
“Era-lhe necessário passar por Samaria” (João 4:4)

Geralmente, usamos a palavra necessidade para falar de algum desejo natural e que muitas vezes é até inconsciente. Por exemplo: Nós entendemos que comer, vestir e algumas outras coisas são uma necessidade. Do ponto de vista humano, necessidade significa coisas que são imprescindíveis para sobrevivência e para o bem estar humano como um todo.

Neste capítulo de João 4, o conceito do Verdadeiro Adorador tem tudo a ver com a Idéia de necessidade. Jesus sai da Judéia em direção a Galiléia e a bíblia apresenta que “era-lhe necessário passar por Samaria.”

O texto fala que Jesus ficou cansado da viagem (v.6). A viagem da Judéia para Samaria tem uma distancia aproximada de 100KM, uma distancia considerável para quem caminhava a pé. Jesus mesmo cansado da viagem começou a conversar com uma mulher totalmente marginalizada do ponto de vista dos judeus porque era necessidade da parte de Deus.

A conversa entre eles passam por fases distintas. A primeira delas é a surpresa e a reação da mulher achando que Jesus é mais um judeu arrogante, principalmente por está oferecendo uma água que é maior que a tradição dela, pois foi o “Pai Jacó” que tinha dado aquele poço. A conversa evolui depois de Jesus revelar a intimidade daquela mulher, e agora a samaritana não vê Jesus como Judeu arrogante, mas como um profeta.

Depois de Jesus falar a mulher sobre o Plano de Deus e a mesma mulher expor no texto que não espera em mais ninguém a não ser em Cristo, Jesus se revela a mulher. Observe que a mulher que tinha ido buscar água ficou tão impactada com revelação que largou o cântaro para trás para anunciar Jesus ao seu povo.  (Versos 7-29)

Resumi a história para fazer a ponte sobre o Verdadeiro Adorador e a necessidade. Verso 31, os discípulos insistiram com Jesus: “Mestre, come!”. A resposta de Jesus ensina algumas coisas sobre o que é necessidade do Verdadeiro Adorador. Ele disse: “Tenho Algo para comer que vós ainda não conheceis”.

Jesus mostrou que entre as muitas necessidades humanas existe uma prioridade para o verdadeiro adorador que é a Vontade de Deus.  Deus procura pessoas que comem a sua vontade. Jesus mostra claramente que a vontade de Deus é a comida do seu dia a dia. Ele prioriza a vontade de Deus como uma necessidade maior do que quaisquer outras necessidades humanas.

Pense: Jesus estava cansado de viagem, muito provavelmente com fome e ainda assim não olhou a sua necessidade humana, mas a espiritual. Por quê? Porque somos seres espirituais. Como cristãos devemos valorizar o que espiritual mais do que qualquer coisa.

O verdadeiro adorador é aquele que come da vontade de Deus. É aquele que entende que sua verdadeira necessidade é cumprir o plano do Eterno. Jesus mostrou como o adorador vê a obra do Pai:

  1. Urgência para se cumprir a vontade de Deus. (v.31) – Não tem tempo para comer
  2. Valorização da vontade de Deus. (v.32) – Tenho algo para comer que vocês ainda não conhecem
  3.  Foco na vontade de Deus. (v.31,32) – Não se deixar levar pela natureza e nem pela compaixão de si mesmo. A Bíblia diz que os discípulos insistiram
  4. Priorização da Vontade de Deus – (v.34) A comida dele é fazer a vontade daquele que O enviou. Comida pode ser substituída por Necessidade. Ele, Jesus, prioriza como necessidade o propósito do Reino de Deus.
  5. Visão. (v.35) A vontade de Deus amplia sua visão. Enquanto alguns vêem o campo pronto para o amanhã, os verdadeiros adoradores enxergam o hoje. Trabalho hoje porque tem a visão certa sobre a vontade de Deus.
  6. Recompensa. (v.36). Deus fala de um galardão e de uma alegria compartilhada para aqueles que vêem e cumprem a vontade de Deus como uma necessidade.
  7. Unidade. (v. 37,38). Um trabalha, outro  colhe. Paulo disse: Eu plantei, Apolo regou, mas Deus deu o crescimento. Esta visão de unidade nos ensina muito sobre trabalho equipe e muito sobre a administração do dono da obra. Nós podemos estar vendo apenas uma parte, mas Deus vê tudo e sabe que semente lançada gerará frutos em seu tempo certo.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Mãe é mãe

A essência do Espírito Maternal é mais uma demonstração a este mundo da existência do Deus que de antemão Planejou tudo, inclusive os instintos. Atrevo-me a dizer que no meio da criação, independente do instinto selvagem ou de sobrevivência ou de qualquer outro, existe um instinto MAIOR. Veja o vídeo abaixo e chegue a conclusão por você mesmo.



Mãe é mãe.

Casamento - Jason Mraz - "I won't give up" Legendado

Queridos,

O casamento é uma instituição de Deus feito como a finalidade de responder a solidão humana e tornar o Ser Humano alguém ainda mais realizado. Entretanto, do outro lado satanás tem distorcido a união ao propor valores superficiais e egoístas dentro do matrimonio.

O ponto chave que devemos entender é que devemos ajustar nossos relacionamentos aos valores de Deus e não ao nosso desejo. É questão de lógica. O desejo humano é limitado e passageiro, voltado a satisfação pessoal. Enquanto os valores de Deus são eternos e voltado a não buscar o próprio interesse. Pela proposta de ambos, obedecer a Deus é mais sensato.

Para ajudar, eu sugiro a musica do Jason Mraz e tbem o texto fundamentado nas Escrituras que ensinam 77 decisões importantes sobre o casamento. (http://solascriptura-tt.org/VidaDosCrentes/VidaAmorosa/77DecisoesImportantesCasamentoLuzBiblia-KleneaC.htm)

Deus abençoe


O poder do Perdão - Mãe perdoa o assassino do próprio filho